Dicas para se preparar para o parto

Com a chegada do terceiro trimestre de gestação, superados os meses de enjoo e com um barrigão mais pesado, é hora de atentar-se para os principais preparativos para a hora do parto e o nascimento do bebê.

O grande dia pode ser facilitado, tornando-se um momento mais tranquilo, se algumas ações e cuidados forem tomados nessa fase final. Alguns exemplos são:

  • Exercitar-se, movimentar-se e manter-se ativa;
  • Fortalecer as pernas e o assoalho pélvico;
  • Preparar mala ou bolsa de maternidade para mãe e bebê;
  • Manter uma alimentação saudável e adequada;
  • Dormir bem, para partos mais rápidos e tranquilos;
  • Evitar o consumo de açúcares e farinha branca em excesso.

Destacam-se a importância de manter-se ativa, com exercícios para a saúde e preparação do corpo para o trabalho de parto.

Com relação à mala de maternidade, com todos os objetos que mãe e bebê usarão, trata-se de um item que exige preparação e organização, e que precisa estar pronto quando o bebê decidir nascer.

Mantenha-se ativa

Durante a gravidez é importante que a mulher mantenha o corpo em movimento, com exercícios adequados para grávidas, que ajudem a levar o período de uma maneira mais leve e facilitem o trabalho de parto.

O yoga e o curso de pilates para gestantes são as atividades mais indicadas, com as opções de fazer aulas especiais em academias ou seguir cursos online.

A caminhada é outra atividade sugerida para estimular a dinâmica uterina, melhorar a circulação e garantir mais resistência cardiorrespiratória, aumentando a sensação de bem-estar.

A atividade ajuda o bebê a se encaixar direitinho na pelve, o que facilita o parto.

Para ajudar a preparar o corpo para dar a luz, a realização de alguns exercicios funcionais pode ser crucial. Alguns exemplos são os exercícios de Tailor, de Kegel, agachamento e a inclinação pélvica.

A maioria não requer equipamentos ou aparelhos e precisam de pouco esforço físico, além de estarem disponíveis para consulta na internet.

É importante lembrar que a realização de qualquer atividade física na gestação deve ser guiada pelo aconselhamento médico, pois pode haver contraindicações ou limitações.

Bolsa de maternidade

A bolsa maternidade feminina, ou mala de maternidade, reúne todos os itens que a mamãe vai precisar levar para o hospital na hora do parto. O ideal é montá-la com o máximo de atenção à escolha dos itens e organização.

Outra dica é organizar a bolsa com até 3 meses de antecedência, já que imprevistos podem acontecer, antecipando a corrida ao hospital. Os itens que não podem faltar, tanto para a mãe quanto para o bebê, são:

  • Camisolas e sutiãs que facilitem a amamentação;
  • Toalhas, meias, roupas íntimas e chinelos;
  • Itens de higiene pessoal;
  • Roupas e sapatos confortáveis;
  • Cinta pós-parto;
  • Maquiagem básica, para as primeiras fotos com o bebê.
  • Macacões, bodies, calças com pézinho e casaquinhos para o bebê;
  • Mantas ou cobertores, principalmente no inverno;
  • Roupinha para a saída do bebê da maternidade;
  • Meias, luvinhas, toquinha, sapatinhos de malha;
  • Paninhos para limpar a boca do bebê;
  • Escovinha de cabelo e cortador para as unhas do bebê;
  • Creme para assaduras e fraldas RN e P.

Uma dica é mesclar as roupinhas e fraldas do bebê, nos tamanhos RN e P, evitando imprevistos por não saber ao certo o tamanho do neném.

Alguns itens para o bebê podem até ser comprados em conjunto, com um kit maternidade com mochila ou bolsa, algumas roupinhas e utensílios.

Em relação às quantidades, é preciso ter em mente que os suprimentos não podem faltar, e em alguns casos é possível passar diversos dias no hospital.

A organização pode ser feita com duas bolsas ou apenas uma. Entretanto, ter uma malinha só para o bebê pode ajudar nos momentos em que enfermeiras ou acompanhantes precisam de algum item.

O uso de saquinho de maternidade ajuda a separar e encontrar os utensílios.

Na montagem da bolsa, a ideia é facilitar organizando os objetos de acordo com a ordem em que serão utilizados, com cobertores no fundo e roupinhas por cima, por exemplo.

Documentos pessoais e do convênio não podem ser esquecidos, assim como uma câmera ou celular para registrar algumas fotos e a cadeirinha de bebê para o carro.

Ao retornar da maternidade, o ideal é que mãe e bebê também encontrem uma casa limpa e preparada para eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *