Tudo o que você precisa saber sobre acupuntura

Já pensou que a inserção de agulhas em alguns pontos do corpo pode aliviar dores e até curar doenças? É isso que um medico acupunturista faz. Na prática, a acupuntura é uma técnica milenar, que surgiu na medicina chinesa tradicional e que cada vez mais conquista pacientes que acreditam em formas holísticas de tratamento para doenças físicas e emocionais.

Continue lendo “Tudo o que você precisa saber sobre acupuntura”

Cuidados na fabricação de medicamentos

Sabe aquele analgésico para dor de cabeça que você toma e alivia a dor em pouco tempo? Para que esse efeito aconteça, é preciso que o medicamento tenha uma fabricação de qualidade. Isso vai além das fórmulas e combinações, já que a produção medicamentosa tem muitas fases.

Uma câmara climática, por exemplo, é um equipamento que faz parte da fase de conservação dos remédios. Afinal, para manter as propriedades dos medicamentos, a temperatura ideal para conservar esse tipo de produto deve variar entre os 2º e 8º C, no máximo.

Além do cuidado em relação à temperatura, outras práticas como a precisão na hora de fazer a fórmula do remédio, a escolha da embalagem mais adequada e boas práticas para evitar a contaminação do produto também são de suma importância.

Câmara climática na hora de refrigerar até  a inspeção no controle de qualidade desses itens, há muitos cuidados que vale a pena observar.

Quer saber mais detalhes sobre a  fabricação de remédios, trabalha na indústria farmacêutica ou se interessa pelo assunto? Confira esse post com cuidados que não podem faltar na hora da fabricação de medicamentos!

Precisão e inspeção de qualidade

A fabricação de um remédio, por mais simples que ele pareça, envolve uma série de critérios rigorosos e que entram na chamada inspeção de qualidade. As condições de higiene do laboratório, a qualidade dos equipamentos, a presença  de uma balança analítica preço para manipulação da fórmula e pesagem de forma exata são alguns critérios essenciais para uma produção de qualidade.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é um dos órgãos que determina todos os padrões necessários para o funcionamento responsável da indústria farmacêutica  e os principais motivos para ter precisão na hora de fabricar ou manusear os remédios são:

  • Reduzir o risco dos diversos tipos de contaminação;

  • Preservar as propriedades da composição do medicamento;

  • Assegurar um bom padrão de qualidade na fabricação dos medicamentos;

  • Evitar danos à saúde humana.

Uma das soluções encontradas pela indústria farmacêutica para garantir a precisão na hora de fabricar os medicamentos é especializar os setores. Ou seja, vale investir no aluguel de instrumentos de medição somente para ter as medidas e pesagens ideais da fórmula e no caso da limpeza industrial,  uma alternativa é contar com o apoio de uma empresa que faça um trabalho especializado nessa área.

É importante lembrar que uma inspeção de qualidade, rigorosa na indústria farmacêutica, é fundamental não só para zelar pela imagem do laboratório, mas sim pela vida humana. Afinal, se um remédio é contaminado durante sua produção, em vez de trazer a cura ou melhorar a saúde, ele pode prejudicar  ou até mesmo matar quem o ingere.

Instrumentos de medição e equipamentos especializados

De que forma o aluguel de instrumentos de medição pode impactar na linha operacional da indústria farmacêutica? Além de ser uma alternativa mais viável em termos econômicos, essa opção pode trazer muito mais variedade de equipamentos e instrumentos especializados nos processos de pesagem, embalagem e controle de condições como a temperatura ideal para conservar o medicamento.

Outro bom motivo para investir na compra ou aluguel de equipamentos como uma balança de precisão para a indústria farmacêutica é o impacto que a falta de precisão pode trazer para a produção e consequentemente, o organismo humano.

Caso a dosagem de um remédio não seja pensada de forma adequada, pela ausência de uma balança ou instrumentos de medição sem calibragem exata,  certamente o produto não terá qualidade e gerará riscos à saúde humana. Por isso, itens como uma balança analítica são uma obrigatoriedade na rotina da indústria farmacêutica.

Inclusive, para orientar as empresas que trabalham na fabricação dos remédios há uma lei  de boas práticas, a RDC nº17 de abril de 2010. Entre as especificações de cuidados e responsabilidades, a lei fala sobre a importância da esterilização das áreas de fabricação dos remédios, bem como o controle de qualidade na embalagem, pesagem e distribuição dos medicamentos.

Além desses processos, a refrigeração é um ponto importante na precisão de qualidade dos remédios. Há máquinas que existem somente com essa finalidade: manter a temperatura adequada para conservar as propriedades de composição dos remédios.

Geralmente a indicação de temperatura varia entre 2º e 8º C. É fundamental garantir os equipamentos certos para controlar essa temperatura, afinal, caso essa condição não seja preservada, isso pode fazer com que os remédios sejam inutilizados. Para facilitar esse controle, opte por máquinas com termometro digital que deixam a leitura mais visível desses dados.