Alimentação saudável: pode ajudar na recuperação durante o pós parto?

Depois de 9 longos meses de espera do parto, finalmente seu bebê deixou de ocupar seu útero, para passar a ocupar o seu colo. 

A ansiedade acabou e, agora, você pode começar a desfrutar da maravilhosa experiência que é ser mãe, principalmente se você for uma mamãe de primeira viagem, e essa foi a sua primeira gestação.

Agora, além de curtir as maravilhas da maternidade e aprender como cuidar do seu pequeno, também é importante lembrar de cuidar de si mesma, afinal de contas, seu corpo está se preparando para voltar ao seu estágio original, ou seja, como ele era antes do período gestacional. 

Quando falamos em cuidar de si mesma, estamos falando, principalmente, da alimentação e dos cuidados que devem ser tomados em relação ao que se come durante a recuperação no puerpério.

Dado que é muito importante ingerir certos nutrientes que podem fortalecer a recuperação neste período. 

Isso significa que a mulher precisa se preocupar em ingerir mais alimentos saudáveis durante este período, para garantir que a sua recuperação seja a melhor possível.

Inclusive, o acompanhamento nutricional de um profissional é muito importante nesta fase, pois caso seja necessário suplementar a alimentação, o médico dará todas as orientações corretas para que isso seja feito.

Para entender melhor como a alimentação pode influenciar na recuperação pós parto e quais são os nutrientes que todas as mães precisam ingerir neste momento, continue lendo e saiba mais sobre este assunto.

Comida de verdade: a melhor amiga de uma mulher no pós parto

Depois de um dia cansativo, quando o bebê finalmente resolve dormir, que mãe não desejaria tomar um banho, sentar e apreciar uma bela fatia de bolo de chocolate fofinho, não é mesmo? 

Sabemos que a tentação é grande, e comer um pedaço de bolo de chocolate não é nenhum pecado capital, mas que tal, neste momento, trocar o bolo por um pedaço de chocolate 70% cacau? 

Claro que não é a mesma coisa de apreciar um bolo de chocolate, mas os nutrientes que serão ingeridos com o chocolate 70%, são muito mais benéficos para a mamãe neste momento, do que um pedaço de bolo. 

Este foi apenas um exemplo das pequenas coisas que a mãe precisa se atentar quanto à alimentação neste momento de recuperação. 

Mas existem muitas outras, como por exemplo, não ingerir alimentos processados, industrializados e nenhum outro tipo que seja rico em sódio, gorduras e açúcar, como os alimentos congelados e os adorados fast foods.

O mais indicado, é ingerir apenas alimentos frescos, caseiros e sempre preparados na hora. Essas orientações servem para todos os tipos de alimentos: carnes, legumes, verduras, cereais, grãos e tudo mais que a mamãe for comer. 

Isso porque todos eles contém aqueles nutrientes essenciais que mencionamos mais acima. E porque mais que todos sejam importantes, existem alguns que merecem destaque por serem indispensáveis. Confira abaixo quais são eles.

Vitamina A

A vitamina A é comumente encontrada em vegetais e frutas laranjas e amarelas, e é importante para manter a saúde do sistema da visão da mãe. 

Além disso, os nutrientes ingeridos pela mulher são passados para o bebê durante a amamentação, então é importante ingerir bastante vitamina A, para que não haja deficiência deste nutriente nem na mãe, e nem no bebê.

Vitamina C

A vitamina C é fácil de ser ingerida através das frutas cítricas, como laranja e limão, mas também pode ser encontrada no caju, na acerola e no morango. 

Além de ajudar a fixar o ferro no organismo da mãe, a vitamina C é antioxidante, ajudando o corpo a se recuperar de todo o estresse causado no corpo por conta do parto.

Vitamina E

A vitamina E é importante para a recuperação de todo o sistema hormonal da mulher, e é facilmente adquirida através da ingestão de azeite de oliva, fígado bovino e também da gema do ovo.

Cálcio

O cálcio auxilia na saúde dos dentes e de todos os ossos da mãe, como também do bebê, que ingere o cálcio durante os primeiros meses de vida através do leite materno. 

Para garantir que não haja falta deste nutriente, é importante consumir 4 porções de alimentos que contém cálcio todos os dias como nozes, chia, leite e seus derivados.

Ferro

O ferro está bem presente em vegetais verde escuro, como couve, chicória e espinafre, além de ser encontrado também nas leguminosas e, principalmente, na carne vermelha. 

É muito importante que a mãe consuma bastante alimentos ricos em ferro para ajudar a repor o nutriente após a perda de sangue que acontece durante o parto.

Ômega 3

Por fim, temos o ômega 3, que evita a inflamação no corpo da mãe e ajuda no desenvolvimento do cérebro do bebê. O ômega 3 pode ser facilmente ingerido através de peixes como atum e sardinha, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *