Tipos de tratamentos dentários que podem auxiliar na sua saúde bucal

A evolução na tecnologia empregada no mercado odontológico, ao longo do tempo, permitiu que novos métodos e equipamentos específicos fossem desenvolvidos, em função da eficiência maior de tratamentos que aparecem como alternativas aos convencionais.

A seguir, falaremos um pouco mais sobre alguns desses procedimentos.

O que é endodontia?

A Endodontia é o ramo da odontologia responsável por estudar e tratar o conjunto de canais radiculares e da polpa dentária, um procedimento conhecido como tratamento de canal.

A endodontia automatizada tem se tornado um recurso bastante procurado por quem precisa realizar esse procedimento, uma vez que o emprego de novos equipamentos e técnicas, torna-o mais rápido e melhora a qualidade do resultado final.

Corresponde a um conjunto de métodos realizados durante uma fase do tratamento odontológico em que são utilizados equipamentos específicos para alargar os canais radiculares.

É feita a descontaminação do local e a, consequente, remoção de micro-organismos e bactérias, bem como qualquer material necrótico ou dentina presentes no interior desses canais.

Situações clínicas, como traumas nos dentes, traumas ortodônticos, traumas endo-periodontais ou cáries podem provocar a inflamação no conjunto da polpa dentária, levando, em alguns casos, à necrose.

Para manter o dente no interior da cavidade bucal, é necessário realizar o procedimento de tratamento endodôntico, protegendo e garantindo, assim, a saúde dos tecidos periapicais.

A endodontia automatizada possibilita que o tempo clínico de realização do tratamento completo seja menor, melhorando a qualidade do seu resultado como um todo.

Faz-se a utilização de instrumentação automatizada nos canais radiculares, usando, de forma combinada, técnicas específicas e limas feitas à base de níquel e titânio em um conjunto de movimentos oscilatórios ou rotativos.

Sendo assim, é empregado um equipamento específico e automatizado, que é elaborado pensando na execução dessa técnica de forma mais rápida e eficiente do que no caso do tratamento convencional.

Além da economia no tempo total do procedimento, quanto à instrumentação, cabe dizer que, essas limas feitas de níquel e titânio são fabricadas com uma conicidade maior, garantindo maior eficiência na descontaminação do canal, que corresponde à eliminação de bactérias e de dentina contaminada.

Assim, o procedimento feito de maneira automatizada leva a uma descontaminação do canal mais eficiente, através da eliminação de maior quantidade de material prejudicial.

É importante, ao buscar um dentista para realização desse procedimento, fazer uma avaliação prévia das condições do dente que devem preencher alguns requisitos, caso contrário, será necessário proceder as trocas dos curativos intracanal, a fim de que as condições ideais do complexo pulpar e periapical, sob o qual será feito o tratamento, sejam alcançadas, permitindo, nessa condição ideal, uma boa finalização para o tratamento endodôntico.

Antes de começar o procedimento clínico, o profissional da odontologia fará uma análise avaliativa do caso a ser tratado e do histórico do paciente.

Apenas no consultório dentário é que o tratamento é planejado, pensando nesse histórico e no caso particular, a fim de se alcançar resultados melhores.

Para isso, é necessário procurar profissionais de confiança e com reconhecimento na execução desse procedimento.

A utilização das facetas para um sorriso mais bonito

As facetas de porcelana são procedimentos odontológicos com finalidade estética, feitos à base de porcelana e recomendados para promover o reparo de danos diversos em pacientes que possuem manchas nos dentes, formato errado destes, coloração indesejada ou inadequada, assim como problemas de tamanho nos dentes.

A técnica, muitas vezes, é empregada, ainda, na correção da posição dos dentes. Sendo assim, as facetas de porcelana podem ser indicadas para alterações diversas na estética geral dos dentes.

O material utilizado nas facetas de porcelana atualmente empregadas por dentistas é o dissilicato de lítio.

Esse componente contém maior resistência se comparado às porcelanas tradicionais e, por isso, pode ser produzido em espessuras diversas. Quando é feito de maneira bem fina, recebe o nome de lente de contato dental.

Atualmente, alguns avanços ocorreram na produção do material de que são confeccionadas as facetas, bem como nos produtos empregados na colagem das peças nos dentes.

Os agentes que promovem a união entre o dente e o dissilicato de lítio das facetas são, hoje, muito eficientes, o que garante grande segurança aos profissionais e pacientes envolvidos no tratamento.

A opção dos aparelhos dentários transparentes

O aparelho dentario transparente é feito para transformar o sorriso dos pacientes sem que haja a necessidade de componentes tradicionais que causam algum desconforto, como os fios metálicos e braquetes.

Como esse aparelho pode ser removido na hora da higienização, é possível que todos os espaços sejam limpos de maneira prática, garantindo saúde bucal.

Os usuários de aparelhos fixos tradicionais costumam reclamar da dificuldade de higienização destes, pois sua estrutura dificulta o acesso das escovas de dente e do fio dental.

Portanto, o aparelho dentario transparente é uma opção muito viável para quem busca benefícios na correção de falhas nos dentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *