Qual é o momento para procurar uma clínica de alcoólatras

A clínica de recuperação é o ambiente responsável por realizar um conjunto de atividades terapêuticas, com o objetivo de beneficiar o paciente a iniciar o processo de ressocialização sem o uso de quaisquer substâncias químicas psicoativas. 

No artigo de hoje nós iremos explicar uma série de fatores determinantes para recorrer à ajuda profissional com o auxílio de médicos, psicólogos, enfermeiros, nutricionistas e supervisores.

Todavia, é necessário que você entenda primeiramente o que é a dependência química.

Afinal, o que é a dependência química?

Dependência química é uma doença progressiva e não há cura. Você deve estar se perguntando: “Por quais motivos a dependência química não tem cura?”, continue a leitura e mantenha-se atento à explicação. 

Drogas são substâncias químicas que geram excessivamente a dopamina na região cerebral, o consumo compulsivo faz com que o sistema límbico do indivíduo fique gravemente alterado.

O seu sistema de recompensa está alto, e o objetivo do usuário de drogas é apenas sentir os efeitos provocados.

O uso de drogas está ligado à sentimentos de alegria, euforia e bem-estar, e é importante descrevermos que esses sentimentos são provocados momentaneamente. 

Para cada droga um efeito colateral e duração adversa, essa alteração no Sistema Nervoso Central (SNC) faz com que o indivíduo entre em um círculo vicioso.

Afinal, o seu corpo está totalmente acostumado com a substância química no organismo. Retirar o produto pode causar sintomas indesejáveis, e mesmo que o próprio indivíduo queira, não conseguirá cessar o uso sozinho.

 O perigo de classificar a bebida alcoólica como uma droga lícita

 É de conhecimento geral que existem duas classificações entre substâncias químicas, sendo as drogas lícitas assim como, ilícitas. De forma geral, acompanhe a lista abaixo:

  • Drogas lícitas: Bebida alcoólica, cigarro e medicação com ou sem prescrição médica.
  • Drogas ilícitas: Maconha, cocaína, crack, nicotina, merla, LSD, MDMA e etc.

As drogas ilícitas são altamente corrosivas ao organismo, podendo levar uma pessoa rapidamente a óbito. Contudo, por mais que as substâncias ilícitas sejam altamente potentes, não podemos deixar de lado os malefícios das drogas lícitas.

Para que você tenha conhecimento, a bebida alcoólica e o cigarro podem provocar mais de 200 doenças ao organismo. O álcool leva anualmente 300 mil pessoas à morte, enquanto o cigarro atinge 7 milhões de pessoas.

A destruição do indivíduo acontece gradativamente, e não sofre apenas o indivíduo, mas sim todos que estão à sua volta.

É importante que haja conscientização das causas e consequências que é fazer o uso do produto, além de evitar propagandas televisivas estimulando a circulação do vício.

Um número significativo de famílias fazem o uso compulsivo da substância, influenciando para que crianças e adolescentes queiram usar a bebida alcoólica a longo prazo.

Qual é o momento certo para procurar ajuda?

Antes de mais nada, o primeiro sinal do alcoolismo é o estado de negação, fazendo com que a família entre em uma co-dependência, que são fatores emocionais ligados a um indivíduo.

A preocupação excessiva estimula o familiar a procurar uma clínica para alcoólatras. Mas qual é o momento certo para procurar ajuda profissional em uma clínica de recuperação? Primeiro entenda que há três possibilidades de iniciar o tratamento, sendo:

  • Internação voluntária: Consentida pelo alcoólatra.
  • Internação involuntária: Não consentida pelo alcoólatra e sim por ordem de familiares de primeiro grau.
  • Internação compulsória: Internação compulsória é feita através de medidas jurídicas

Sente dúvidas sobre qual procedimento recorrer? Orientamos que entre em contato com e tire todas as suas dúvidas com os consultores disponíveis na instituição. 

Se você deseja estimular o seu ente querido a realizar a internação por vontade própria, busque sempre ouvi-lo com atenção, não seja autoritário, além do mais, mostre apoio e compreensão e por último, incentive a procurar ajuda profissional.

Especialistas da área da saúde recomendam a internação voluntária, para que o paciente tenha uma reabilitação ainda mais assertiva e consentida sem nenhum esforço profissional.

Veja os sinais para procurar intervenção médica:

  • O alcoólatra se torna negligente com a sua aparência, saúde física e mental;
  • Passa dias fora de casa ou até chega a morar nas ruas;
  • Se sente ofendido quando pedem para parar;
  • Não se importa em fazer o uso sozinho;
  • Não sente problemas em consumir a substância de manhã;
  • Adquiri outra conduta e comportamento;
  • Se torna agressivo, impaciente e irritado;
  • Consome quase todos os dias ou para casos específicos faz o uso do produto todos os dias;
  • Aos finais de semana ultrapassa os limites;
  • Nada mais importa a não ser consumir a bebida alcoólica;

O que encontrar em uma clínica de recuperação?

Além da equipe multiprofissional disponível na unidade, o paciente irá passar pelo processo de avaliação médica, processo de desintoxicação e ressocialização do adicto na sociedade.

Todas as atividades disponíveis na instituição beneficiam para que o paciente aceite a internação, e se conscientize da sua compulsão.

Por mais que a dependência alcoólica não tenha cura, é fundamental realizar a ressocialização do adicto na sociedade.

Os psicólogos disponíveis na instituição trabalharão em conjunto como forma de beneficiar todo o processo terapêutico. Não deixe que seu ente querido falece em decorrer do vício, ajude quem precisa. 

Se você busca o lugar qualificado para iniciar o tratamento, entre em contato com nossa clínica de reabilitação e encontre o lugar mais próximo a sua casa.

Os consultores bem como, especialistas no assunto podem tirar todas as suas dúvidas, além de encontrar o lugar ideal e qualificado para o tratamento.

Em suma, a instituição tem longos anos no mercado, e o objetivo principal é orientar os familiares e usuários de drogas no caminho correto. Se interessou pelas informações apresentadas? Entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *