Os cuidados que você não imaginava com idosos

Cogitar uma Casa de repouso para senhoras como uma alternativa de garantir um maior zelo para com o idoso, é porque muitas famílias não conseguem ter tempo suficiente de cuidar do ente que já está na terceira idade e, por isso, recorrem a esse sistema de lar.

Com o envelhecimento, as pessoas necessitam de alguns cuidados especiais que sejam voltados especialmente para idosos e, de forma geral, esses cuidados precisam de tempo e disponibilidade das pessoas ao redor dele.

Portanto, quando a família não consegue se adequar, a casa de repouso é uma opção.

Ao contrário do pensamento habitual, esse tipo de lar não é um lugar de isolamento ou de abandono, no entanto, a casa repouso é uma ferramenta que ajuda a cuidar do idoso oferecendo e estreitando algumas condições:

  • Seu bem-estar;
  • Evitando o isolamento;
  • Sentimento de pertencimento;
  • Visitas regulares;
  • Manter vínculos com a família.

Mas antes de escolher um lar para o idoso é necessário uma pesquisa para saber qual é a melhor instituição para hospedá-lo, por isso, o recomendado é atentar-se aos seguintes aspectos: proximidade, pois fica mais fácil de acompanhar e visitar; regularização; sua instalações; qualidade dos alimentos, número de funcionários; propostas de interação; satisfação dos moradores, familiares e funcionários do local.

Uma casa de repouso pode ter um preço variado.

Entretanto, é válido salientar que o valor é conforme o atendimento que o idoso precisa (médico e psicológico); se o quarto em que fica é individual ou compartilhado com mais pessoas e se tem algum tratamento intensivo.

Nas casas de repouso mais simples, podem oferecer os mesmos recursos com a mesma qualidade, mas com um valor mais acessível aos familiares.

Um ponto fundamental é compreender que a instituição não é um ato de ingratidão ou falta de amor com o idoso e, sim, um meio saudável e com mais cuidados de proporcionar uma melhor qualidade de vida a ele.

Saiba mais sobre os cuidados com os apliques capilar

A terceira idade é uma fase onde há um grande índice de queda de cabelo, e o Aplique capilar, uma técnica que alonga ou aumenta o volume dos cabelos, é uma boa solução.

Mas antes de adquirir um, é necessário ter alguns cuidados que um especialista irá apontar.

Em relação à manutenção do aplique, também conhecido como megahair, o ideal é ser realizada a cada 30 dias, porque é significativo para manter a saúde do cabelo, dependendo da técnica empregada.

É por meio da manutenção que ocorre o reposicionamento do aplique, dessa forma, ele continuará tendo uma aparência discreta.

Ao passar dos dias, o indicado é evitar óleos na colagem e o excesso de calor com muita exposição ao sol ou na escova.

Jamais durma com os cabelos molhados, pois pode causar fungos e mofo e, ao lavar, não exagere no shampoo.

Existem três tipos de aplique, o Tic-tac que é considerado mais fácil, higiênico e que pode ser usado em qualquer tipo de cabelo. É feito com fios naturais, sem ter queratina, que não causam danos.

Os trançados e colados, uma alternativa perfeita para quem gosta do estilo afro ou trançado. Indicado para fios crespos e cacheados, mas é preciso uma manutenção constante.

O último tipo é os colados com queratina, voltados para cabelos muito lisos e qualquer tipo de cabelo. Tem duração maior e efeito mais natural.

O que é bichectomia?

Existem muitos procedimentos estéticos que podem ser realizados na terceira idade, um deles é a  Bichectomia dentista, feita somente por ele, pois é uma cirurgia de estética no rosto, deixando-o mais fino e simétrico.

Também é realizado para corrigir casos em que o paciente apresenta um acúmulo maior de gordura nas maçãs do rosto.

Para realizar um procedimento de redução das bochechas, tanto em homens como em mulheres, é necessário saber as indicações e vantagens.

O tamanho das bochechas pode afetar a autoestima, mas é necessário se atentar a alguns detalhes fundamentais antes de realizá-lo.

O primeiro é que o dentista precisa estar familiarizado com a região, e por isso ele é o único profissional autorizado por lei a realizar o procedimento cirúrgico que precise mexer na região acima da glândula tireoide até a raiz do cabelo.

A bichectomia é feita no interior da boca

Nos dias atuais, a odontologia opera em cima do conceito de harmonização facial, através do profissional que se preocupa em adequar o rosto ao sorriso.

Ou seja, ao fazer a cirurgia, o dentista avalia o perfil do paciente como um todo, indicando tratamentos que possam valorizar o equilíbrio e proporção da face.

Lembrando que a bichectomia é irreversível, ao retirar a gordura das maçãs do rosto (bola de bichat) não tem como recuperar.

É exatamente por isso que se deve pedir auxílio ao dentista, porque ele indicará o melhor tratamento para cada caso.

O profissional deve checar a saúde do paciente, solicitando alguns exames como: sangue, cardiológico e tomografia da região, para ver o tamanho do que será removido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *