Medicina natural: o que você precisa saber?

Os tratamentos mais comuns da medicina envolvem o uso de remédios vindos da rede farmacêutica, além de intervenções que podem ser cirúrgicas.

No entanto, existem alguns médicos que preferem apostar em uma medicina naturalista, que acredita tanto no poder do corpo para a cura, mas também que algumas mudanças de hábito podem ajudar tanto na prevenção de doenças como em seu tratamento.

Esse tipo de medicina aposta no uso de remédios naturais, vindos do meio ambiente, uso da água além da prática de exercícios físicos como uma forma de prevenção de doenças.

Nesse artigo vamos explicar sobre esse tipo de medicina e em alguns casos onde uma intervenção pode ser necessária. Não deixe de conferir!

Medicina naturalista e o uso de remédios naturais

Você está acostumado a sentir um mal estar ou dor de cabeça e tomar um remédio? Essa prática estaria sendo reprovada se você fosse em um médico naturalista.

Isso porque, existem muitos hábitos do cotidiano que trazem impactos negativos ao corpo. Dentre eles:

  • Ansiedade;
  • Má alimentação;
  • Falta de exercícios físicos;
  • Estresse;
  • Mexer no computador ou celular durante muito tempo;
  • Sentar errado.

Além disso, existem outras práticas que comprometem a saúde e bem-estar trazendo doenças como depressão, hipertensão, diabetes, dores de cabeça, cólicas, problemas intestinais, labirintite, dentre outros.

Outro complicação que a vida moderna pode causar é um sobrepeso ou obesidade, que traz problemas de saúde e com a autoestima da pessoa.

Por isso, esses médicos acreditam que mudanças de hábitos podem trazer mais qualidade de vida e boa parte dos problemas seria resolvido se o paciente apresentar boa alimentação e prática de atividade física.

No caso dos pacientes que precisam emagrecer, uma recomendação seria o uso de remedio para emagrecer natural, baseado em chás, ervas além de um novo cardápio a esse paciente, com menos glúten, alimentos processados, açúcar e sódio, gorduras e frituras, dentre outros.

Em troca, esse paciente se alimentaria com mais frutas, verduras, legumes, vegetais e proteínas.

O caso do emagrecimento é bastante delicado, já que algumas pessoas desenvolvem sobrepeso ou obesidade por conta da genética e possui um lento metabolismo.

Por isso, existem técnicas e um remedio para acelerar o metabolismo que seja natural, não causando efeitos colaterais ao corpo, mas sim, favorecendo a queima calórica.

Alguns alimentos que auxiliam nesse processo é a pimenta vermelha, café, gengibre e até mesmo a canela.

Vale destacar que além de ter uma alimentação mais saudável é importante unir essa prática aos exercícios físicos.

Movimentar o corpo por meio de exercícios funcionais, natação, corrida, caminhada e até mesmo, pelo ciclismo são ações que aumentam a capacidade cardiorrespiratória, além de proporcionar queima de gordura, tonificação muscular, perda de peso e maior condicionamento físico.

No caso da realização de atividades físicas, o médico também pode orientar sobre alguns alimentos importantes de comer durante o pré treino para ciclismo, por exemplo, que é uma atividade com alto gasto energético e calórico.

Geralmente, o médico recomendará o consumo de batata doce, banana, sucos naturais e até mesmo de alimentos integrais que sejam ricos em fibras.

Unindo alimentação saudável e equilibrada com a prática de exercícios físicos, o paciente consegue prevenir doenças e ter mais qualidade de vida.

Outras situações no ramo da medicina

Apesar de tentar adotar uma postura mais naturalista, não se pode negar que os medicamentos estão disponíveis para ajudar em variadas moléstias e problemas que uma pessoa possa enfrentar ao longo da vida.

Uma forma importante de prevenir esses problemas, além da alimentação e prática de atividade física é a procura pelo médico da família para fazer exames de rotina e verificar como se encontra sua saúde.

Em alguns casos, o paciente está mais debilitado e precisa de uma ação mais emergencial e com efeitos mais rápidos. Sem dúvidas, o mal do século é a ansiedade que gera uma preocupação excessiva e pode fazer com que o paciente ingira um medicamento manipulado para ansiedade para conseguir relaxar e se sentir mais calmo.

Todo medicamento deve ser tomado sob orientação médica, dentro da dosagem correta estabelecida pelo profissional de saúde.

Em alguns casos mais genéticos, como a queda de cabelo, quando ela está relacionada à alimentação é possível resolver de modo mais fácil.

No caso da calvície, nem sempre hábitos naturais podem se resolver o problema, exigindo a necessidade se obter um medicamento manipulado para crescer cabelo.

O ideal é que o médico analise o melhor tratamento para cada tipo de problema e passe uma orientação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *