Manutenção da saúde para a população idosa

Uma pessoa é considerada idosa a partir dos 60 anos de idade. Porém, os cuidados com a saúde devem ser anteriores a este período, para chegar na fase idosa de uma forma saudável e com a prevenção de doenças.

Por isso, existem hábitos que podem ser adotados ao longo da vida com o objetivo de garantir que na fase idosa, que se acentua o processo de envelhecimento, o corpo ainda esteja forte, revigorado e com saúde.

Estes hábitos envolvem uma busca por médicos especializados em prevenção na fase adulta, adoção de hábitos alimentares saudáveis, prática de atividades físicas, não fumar ou beber em excesso e viver uma vida sem muito estresse e ansiedade. Unir tudo isso parece muito difícil, mas estas são algumas das ações que ajudam na prevenção e controle de doenças.

Ainda assim, na fase idosa estes cuidados devem ser redobrados, pois algumas doenças e inflamações podem surgir ou se intensificar nesta fase da vida.

Por isso, de modo geral, as recomendações são:

  • Visitar um médico pelo menos duas vezes por ano;
  • Realizar exames preventivos uma vez por ano;
  • Ter acompanhamento médico e de educador físico para realização de atividades;
  • Realizar atividades de fortalecimento muscular com o fisioterapeuta;
  • Tomar vitaminas sob recomendação médica;
  • Ter acompanhamento nutricional para a alimentação.

Neste lista, nosso destaque vai para o profissional da fisioterapia, que pode ser fundamental para garantir uma vida com maior qualidade de vida ao idoso.

A importância da fisioterapia para a saúde

O profissional da fisioterapia deve ser consultado em todas as fases da vida, sobretudo, na fase idosa para o fortalecimento e tonificação muscular, além do alívio de tensões e processos inflamatórios nos nervos e articulações.

Ao longo da vida, por práticas incorretas ou um esforço repetitivo, podemos desenvolver problemas nas articulações, juntas, nervos e ossos.

Um destes problemas é a bursite, uma inflamação que afeta uma pequena bolsa que impede o atrito ou raspagem do osso com os nervos e tendões. Quando isso ocorre, a dor no paciente é imensa, podendo comprometer o seu movimento.

A bursite é mais comum no ombro, podendo atingir também a bacia ou o joelho. Neste caso, é fundamental buscar uma fisioterapia ombro bursite com o objetivo de tratar a inflamação.

Primeiro, o paciente buscará um ortopedista, que fará uma avaliação manual e por meio de exames para identificar se ocorreu uma bursite. Com o problema constatado, o paciente é encaminhado para a fisioterapia para realizar exercicios para bursite no ombro.

A partir das orientações médicas e verificação do fisioterapeuta, estes exercícios são passados e acompanhados por este profissional. Eles podem sofrer alterações dependendo das condições do paciente, como:

  • Idade do paciente;
  • Grau de inflamação;
  • Limitações no paciente;
  • Doenças prévias que afetem ou limitem sua movimentação.

Com esse acompanhamento e realização de exercícios para a fisioterapia no ombro, nas pernas ou em outras partes corporais, o idoso consegue ter uma redução e tratamento da inflamação, recuperando seus movimentos e tendo maior qualidade de vida.

Estes equipamentos não podem faltar

O processo de envelhecimento demanda um monitoramento maior do paciente, sobretudo, dos elementos vitais para a saúde, que são:

  • Batimentos cardíacos;
  • Pressão arterial;
  • Índice da glicemia;
  • Saturação ou oxigenação.

Por isso, é importante que este idoso adquira um aparelho de pressão arterial, que já possua uma tela digital em led e que apresente as informações de forma clara e fácil de se compreender.

É importante ressaltar que idosos que não são hipertensos ou que apresentam uma pressão muito baixa também devem ter esse equipamento para o monitoramento da pressão arterial, sobretudo, se houver o uso de medicações constantes.

O aparelho de pressão com estetoscópio rosa, ou com outra cor ou elementos, funciona à base de pilha e apresenta elevada durabilidade.

Para obter esse material, basta consultar uma farmácia ou buscar dados em sites confiáveis de produtos farmacêuticos. Outra dica é para os idosos que possuem dificuldade de locomoção ou que precisam de uma assistência maior em casa. É importante contar com equipamentos e materiais que auxiliem no deslocamento, sem quedas.

Entre eles, podemos destacar:

  • Cadeira de rodas;
  • Andadores;
  • Bengalas ou muletas;
  • Cadeiras de banho.

Inclusive, é possível solicitar o aluguel cadeira de banho preço, com o objetivo de evitar quedas no momento do banho pelo fato de ser um local úmido e escorregadio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *