Guia completo de cuidados e recomendações para mães

Ser mãe é uma das tarefas mais importantes da humanidade, e há quem diga que é a mais importante.

Se tornar mãe, embora seja uma tarefa honrosa e muito esperada para muitas, pode ser também desesperadora para as mães inexperientes, conhecidas como “mães de primeira viagem”.

E tal preocupação é totalmente compreensível. Como seres humanos, na maioria das vezes que nos deparamos com algo extraordinariamente novo, a primeira reação é o medo.

Quando crianças, temos medo de nos separarmos de nossos pais, ao ir para a escola pela primeira vez.

Temos medo da primeira vez ao ir ao dentista, medo ao andar em uma montanha-russa, enfim, medo do desconhecido, diferente ou extraordinário.

Esse medo permanece, muitas vezes, mas se manifestando nas responsabilidades, como medo de assumir funções totalmente novas em um emprego novo, por exemplo.

Portanto, o medo das mães de primeira viagem, é totalmente compreensível, afinal, ter um filho é uma responsabilidade totalmente nova para elas.

Que perdurará (de uma maneira ou outra), e repercutirá para a vida toda – fora o fato de se tratar de uma vida humana, que dependerá totalmente dela.

Essa carga, medo e tensão, podem ser aliviados caso a nova mãe tenha uma boa estrutura, e apoio de outras pessoas (principalmente outras mães), de sua família e círculo social.

Essas outras mães poderão aconselhar, ajudar, dar dicas e passar macetes úteis para as novas mães. No entanto, nem todas têm tal apoio, o que pode se tornar uma dificuldade a mais.

Por isso, existem tantos livros sobre o assunto. E também, por esse motivo vamos falar agora sobre algumas dicas para as mães de primeira viagem.

A preparação para a chegada é uma das partes mais importantes

Os pais não podem deixar para fazer os preparativos após a chegada da criança, é ilógico e, além disso, extremamente difícil.

Cuidar de um bebê demanda tempo, tempo que você não terá se tiver que pintar paredes e fazer a decoração de cômodos.

Muitos casais preferem saber o gênero do bebê, para que se possa adiantar a decoração do quarto e não acabar comprando decoração de quarto de bebê feminino para um filho menino, por exemplo.

Preparar a casa para a chegada, é importante e pode te poupar muito trabalho extra. Muitas casas, não são apropriadas para crianças pequenas e isso, de certa forma, acaba se tornando um problema a mais para os pais da criança.

Isso, porque se a casa possui muitos objetos perigosos, por exemplo, os pais terão que redobrar a atenção para que não ocorra nenhum tipo de acidente.

Para essas situações – decorar quartos e redecorar casas – é indicado contratar um designer ou procurar uma consultoria de design de interiores.

Afinal, quando temos uma situação para resolver e queremos um bom desenrolar, recorremos a um profissional experiente.

Saúde é um fator que não pode ser negligenciado

Se pessoas adultas já se desesperam, muitas vezes, ao ver uma pinta diferente ou algum sintoma novo, imagine uma mãe inexperiente que está se deparando com uma situação inteira totalmente nova.

Levar a criança rotineiramente a um médico pediatra, é obrigação dos pais. Porém, com tantas coisas novas, é difícil saber o que é natural e o que não é.

E se, a mãe não tiver um familiar para ajudar na dúvida, o caminho é levar ao médico, mesmo que seja para ouvir: “isso é natural”.

Porém, para as mães que não possuem convênio médico, o serviço de saúde público pode não ser uma opção tão boa assim, seja pela escassez de médicos ou pela distância.

Então, uma consulta pediatra particular pode ser a solução, para as mães que podem recorrer a uma clínica médica.

As mães de primeira viagem também devem se planejar quanto aos itens de consumo que o bebê precisará, por exemplo:

  • Comida;
  • Roupas;
  • Fraldas;
  • Material de higiene;
  • Carrinhos de transporte;
  • Cadeiras para carro.

Podem parecer simples, mas esses itens serão necessários e é bom se programar para essa demanda nova.

E se tratando de itens mais duráveis, como o carrinho de transporte, é bom já ter antes da chegada, pois será uma preocupação a menos depois.

Com essas dicas, você pode ter uma ideia dos de como se preparar para a chegada do membro da família, para que possa aproveitar a experiência de ser mãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *