Da infância à vida adulta, cuidados para manter o corpo saudável

O sedentarismo é um dos grandes males que atingem a população de uma forma geral. Crianças, adultos, e pessoas idosas tendem a procrastinar, em períodos ociosos, e não dar a atenção devida aos exercícios.

Por isso, introduzir exercícios ao dia a dia das pessoas, mesmo que de forma simplória, é uma maneira de fazer o corpo se movimentar, evitando o ostracismo e contribuindo para a própria saúde.

Os exercícios funcionais se baseiam em movimentos do próprio corpo, como andar, agachar, levantar, pular e correr. Podem ser realizados de maneira natural e serem adaptados ao cotidiano das pessoas, por meio de caminhadas de casa para a escola, ou do escritório até em casa.

As motivações podem surgir de diferentes formas, como manter a saúde em dia, ou acabar com uns quilinhos a mais, que sempre aparecem em períodos de festas, como Natal e Ano Novo, ou então em períodos de férias e feriados prolongados, em que a preguiça fala mais alto, e a vontade de comer e beber aumenta.

Exercícios físicos desde a infância

A ativação dos músculos, em um treinamento funcional ludico, faz com que a energia gasta melhore a circulação sanguínea, o fortalecimento do coração e dos pulmões, e o enrijecimento dos músculos dos membros inferiores e superiores.

Para pessoas que preferem praticar exercícios físicos em um ambiente controlado, muitas academias oferecem esse tipo de treinamento, em que há o acompanhamento de um profissional da área de educação física, verificando a realização de cada exercício.

Muitas escolas também investiram na contratação de professores de educação física, para oferecer um treinamento funcional para crianças, de acordo com a idade de cada um, e os limites impostos pelo corpo em desenvolvimento.

Dessa maneira, diversos benefícios já são observados entre os pequenos, como:

  • Desenvolvimento de condicionamento, reflexos e agilidade;
  • Aceleração do metabolismo e aumento de força muscular;
  • Correção da postura e melhor equilíbrio muscular;
  • Desenvolvimento da percepção dos movimentos.

As atividades motoras proporcionadas pelo treinamento funcional permitem melhor equilíbrio e flexibilidade das crianças, afastando-as, ao menos por um momento, do sedentarismo proporcionado por jogos eletrônicos e programas de tv.

A socialização da criança também é desenvolvida, em que o senso de ajuda mútua é trabalhado, se tornando presente, principalmente nos exercícios que podem ser realizados em equipe.

Terceira idade inspira cuidados

Além dos adultos e das crianças, as pessoas da terceira idade também precisam manter o corpo saudável, evitando ao máximo o sedentarismo e a ingestão de alimentos que não são saudáveis.

Muitos empresários perceberam a necessidade de atendimento a essa faixa etária, e já oferecem um treinamento funcional para terceira idade, em ambientes preparados para receber esse tipo de clientela.

Assim como as crianças, as pessoas idosas inspiram cuidados, que precisam se exercitar, sem forçar as articulações, o que pode prejudicar ainda mais a saúde.

Por isso, os equipamentos são desenvolvidos para que possa atender a idosos e idosas, mantendo a musculatura e as articulações em pleno funcionamento.

A disposição de profissionais no ambiente também ajudam, principalmente aqueles que se especializaram em geriatria, e se tornaram personal trainer para idosos, adaptando diferentes exercícios para cada tipo de corpo, de acordo com a idade e os limites do próprio corpo.

A melhora da estrutura óssea e as funções cognitivas são observadas, a partir da prática de exercícios, dentro do treinamento funcional preparada para esse tipo de público. As aulas podem ser realizadas em grupo, favorecendo também a socialização, assim como é feito com as crianças.

O personal para idosos pode integrar ferramentas comuns do dia a dia à prática de exercícios, como levantar e sentar de uma cadeira, arrumar roupas no varal, e até mesmo na dobra de roupas.

Dessa forma, o professor de educação física apresenta atividades que estão relacionadas ao cotidiano. Até mesmo a caminhada entre a casa e a padaria, ou a um comércio qualquer, pode ser vista como a prática de um exercício.

Os treinamentos funcionais também podem ser feitos com adaptações, dentro de uma academia terceira idade, em conjunto com a hidroginástica, em que os impactos nas juntas e articulações é menor, e o esforço pode ser recompensado por meio de melhora nas funções cognitivas e na postura corporal.

Para praticar esportes, ou apenas atividades físicas, é preciso ter um acompanhamento médico, para que ele possa indicar quais os melhores tipos de exercícios, assim como uma nutricionista, que pode indicar alimentos para repor a energia gasta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *