Equipamentos, seguranças e limpeza em laboratórios

Parte do sucesso de um tratamento médico é o seu diagnóstico, e para que esse diagnóstico seja assertivo e bem definido é necessário os exames clínicos, muitos destes, são feitos pelo que chamamos de laboratórios de análises clínicas.

Esses laboratórios são dotados de uma série de equipamentos, que vão desde máquina de policorte, passando por tubos de ensaio e centrífugas, e procedimentos que atuam tanto na segurança como na limpeza.

Esses elementos são fundamentais, pois, garantem que todas as análises sejam feitas sem grandes problemas e sem contaminações, afinal, grande parte das amostras são biológicas.

Neste artigo abordaremos alguns elementos que regem a limpeza, segurança e também entender alguns equipamentos que podem ser encontrados em uma laboratório.

Entender esses componentes é necessário também para compreender a importância de uma boa escolha da distribuidora de material hospitalar.

A segurança do trabalho em laboratório

Os laboratórios clínicos são muito importantes para os médicos, afinal, permitem que por meio dos dados analisados o diagnóstico seja feito da melhor maneira possível.

No entanto, para que essas análises que, geralmente, são biológicas, e que utilizam equipamentos sejam garantidas, é necessário investir na segurança do trabalho nesses espaços.

A segurança do trabalho é fundamental nos laboratórios clínicos por se tratar de um espaço que contém muitos riscos como:

  • Provável contaminação;
  • Uso de ferramentas pontiagudas;
  • Materiais cortantes;
  • Eletricidade.

Por isso, que as regras e normas de segurança devem ser aplicadas de forma bastante rígida, para que as análises do tubo ensaio vidro sejam feitos da melhor maneira possível.

As normas que permitem essa organização da segurança nos laboratórios são feitas pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária e a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Algumas delas é a RDC 302/2005 que estabelece a criação de um manual de biossegurança e os Procedimentos Operacionais Padrão, para o uso de microscópio de laboratório, entre outros.

E a NBR 14785 que trata dos procedimentos de proteção individual e dos pacientes, para que problemas sejam identificados e sejam consertados antes de acontecer algum acidentes de maior proporção.

A limpeza dos laboratórios

A limpeza dos laboratórios é essencial para a qualidade das amostras e também para a segurança, já que a limpeza evita os riscos de contaminação.

Esse processo de limpeza, assim como os procedimentos de segurança possuem também normas e regras para que seja da melhor maneira possível.

Para cada tipo de material há um tipo de reagente para que as propriedades do produto e do equipamentos não seja mudado.

Assim, para o tubo de ensaio com rolha que é feito de vidro se usa água corrente e detergentes especiais que devem ser enxaguados com água destilada e secá-lo invertidos.

Dependendo do tipo do equipamento é necessário colocar esses equipamentos nas estufas. Em equipamentos e estruturas metálicos dos laboratórios é preciso usar o álcool 95%, e depois com éter.

Em resíduos que possuem certa resistência na remoção, é preciso usar um tipo de solução sulfrocrômica ou uma graxa de silicone. Estes possuem propriedades específicas que permitem a limpeza adequada.

Abaixo falaremos sobre alguns equipamentos encontrados nos laboratórios e que permitem que as análises sejam feitas da melhor maneira possível.

Os equipamentos de laboratórios clínicos

Os laboratórios clínicos para dar tratamentos a suas amostras precisam de equipamentos que permitem esses procedimentos. São muitos os equipamentos que estão presentes e portanto, é preciso conhecer alguns deles.

Um dos que são mais usados é o agitador magnético que tem como objetivo fazer o mix das soluções, podendo ter ou não a possibilidade de aquecimento. Essa agitação da solução é possível por conta de uma barra magnética colocada dentro da solução.

Outro equipamento que entra como um importante aliado da limpeza dos equipamentos é o autoclave vertical, que permite que a esterilização dos materiais por meio do calor úmido, de modo que a descontaminação do material seja feita.

A capela de exaustão é outro elemento de laboratório usado em grande parte da manipulação dos materiais. Assim, a extração de materiais com gases tóxicos é feito com segurança, sem contato com o operador.

E existem muitos outros equipamentos que estão presentes no laboratório e que permitem que as análises sejam feitos da melhor maneira possível.

Somente olhando a segurança, a limpeza e os equipamentos é possível ter um laboratório eficiente, seguro e qualitativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *