Dicas para preservação de equipamentos hospitalares

Uma cama hospitalar é extremamente diferente das comuns que costuma-se ter em casa. Isso se deve pelo fato de elas precisarem atender às necessidades específicas de cada paciente, além de serem simplesmente confortáveis.

E para cada utilidade em particular, uma característica diferente é dada a fim de atender à necessidade do acamado e facilitar o trabalho da equipe médica.

As camas hospitalares são fundamentais para a recuperação de pessoas enfermas que necessitam permanecer acamadas por um tempo considerável.

Essas camas possuem grandes vantagens sobre as camas convencionais, acima de tudo em nível de comodidade, conforto e saúde do paciente.

A cama hospitalar elétrica, diferentemente dos demais modelos, não possui puxador de aço inox e é fabricada com estrado em chapa de aço, estrutura em aço, moldura em aço inox e pintura eletrostática em pó.

Além de contar com sistemas articuláveis e retráteis que permitem o recolhimento para baixo do leito, de modo a facilitar a transferência do paciente.

Possui ainda um sistema de trava e destrava que pode ser acionado por um mecanismo ao lado da grade. Os movimentos da cama hospitalar elétrica consistem em:

  • Cabeceira;
  • Pés;
  • Altura do leito;
  • Trendlemburg (decúbito dorsal) com aclive e declive.

E vale ainda ressaltar que podem suportar até 160Kg. As camas de hospital podem ser utilizadas unicamente para a segurança e o conforto do paciente, quanto para acomodar aqueles que possuem baixo nível de consciência.

Dependendo do modelo, podem servir como um meio de reduzir a falta de ar, melhorar a circulação nos membros inferiores, prevenir a aspiração de líquido e secreção e diminuir edemas.

Atenção com as úlceras

Atualmente, existem novos modelos de cama com colchão hospitalar especial que são capazes de auxiliar, até mesmo, na prevenção de escaras, que são basicamente feridas que podem aparecer na pele de pessoas que ficam muito tempo na mesma posição.

Ao escolher um colchão hospitalar, a avaliação da tecnologia incorporada é de extrema importância. Visando uma melhor assistência e a prevenção de úlceras causadas por pressão, é importante que seja feita a escolha adequada do colchão conforme o risco do paciente de desenvolver uma lesão de pele.

As úlceras por pressão consistem lesões cutâneas ulcerativas profundas ou superficiais decorrentes de isquemia tecidual local provocada por meio da alteração no reflexo de dor e da sensibilidade em pacientes que possuem lesão medular, pacientes debilitados, idosos ou ainda cronicamente doentes.

Tipos de lençóis

lençol impermeável é mais uma maneira de deixar a roupa de cama completa. O bom e prático lençol de elástico é um item comum nas camas de todas os quartos, mas você sabe o motivo de ele ser indispensável para o colchão? Simples: porque ele tende a aumentar a preservação e higienização do colchão.

Com o passar do tempo, o colchão passa a acumular uma grande quantidade de ácaros e bactérias que são comuns por conta do material e o atrito com o corpo humano.

Ao deitar, deixa-se suor e até mesmo transfere-se resíduos de roupas e calçados, e isso pode acontecer de uma forma inconsciente ou consciente.

Com o lençol impermeável mesmo que custando um pouco mais caro, é possível evitar que líquidos sejam transferidos ao material do colchão.

Como dar mais longevidade ao colchão

Com o colchão protegido, seu tempo de durabilidade com certeza aumenta consideravelmente. A grande vantagem é não precisar trocar de colchão com grande frequência. Vale lembrar que, um colchão quando bem conservado é capaz de durar mais de uma década!

Assim como citado no tópico anterior, a peça é capaz de bloquear o acesso de ácaros, fungos e bactérias diversas, oriundas do suor, dos resíduos de calçados e de roupas, entre outros.

A capa protetora de colchão ainda é contra vazamentos de outros líquidos além do xixi da criança ou do adulto, protegendo também a peça contra acidentes involuntários que possam envolver líquidos diversos.

Isso pode ser aquele copo de refrigerante que vira sem querer sobre o colchão, ou um prato de sopa, por exemplo. É comum encontrar pessoas que fazem suas refeições em seus quartos, estando mais propícias à situações como as que foram citadas.

Por isso que a cama hospitalar é tão essencial para a recuperação dos pacientes, já que foi, justamente, criada com o intuito de dar mais conforto e segurança, além de praticidade ao cuidador, e à equipe de enfermagem e fisioterapia, beneficiando também o paciente, por oferecer posicionamentos capazes de propiciar a melhora da ventilação e perfusão pulmonar, o aumento da circulação e a redução do risco de trombos e úlceras de pressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *