Cirurgia de blefaroplastia: o que é e quem pode fazer?

A cirurgia de blefaroplastia é um procedimento realizado para retirar o excesso de pele e de gordura, além da flacidez na área das pálpebras (superior e inferior).

Algumas características comuns em pacientes que passam pelo procedimento é um inchaço constante na região da olheira ou a pele da pálpebra quase se sobrepondo ao olho.

Nesse último caso, além do aspecto estético, a visão pode ficar comprometida, já que a pele flácida atrapalha a visão. 

Fatores genéticos e uma maior tendência à flacidez levam muitos pacientes a procurar a cirurgia de blefaroplastia.

O procedimento chega como um alívio, pois além de ganhar um olhar mais bonito e vívido, realmente se enxerga melhor e com mais conforto. 

Quer saber mais sobre a cirurgia de blefaroplastia? Continue a leitura e entenda como é feito o procedimento e todos os detalhes sobre a recuperação.

 

Boa leitura!

 

O que é cirurgia de blefaroplastia?

A cirurgia de blefaroplastia é um procedimento estético-funcional que serve para eliminar da área dos olhos, mais especificamente das pálpebras, o excesso de pele e de gordura.

Com a cirurgia, a região dos olhos perde o aspecto envelhecido e cansado, valorizando a expressão do olhar.

Quando o excesso de pele prejudica a visão, a blefaroplastia pode ser usada como tratamento para retirar a flacidez e posicionar a pálpebra corretamente. 

O procedimento contribui bastante para recuperar a autoestima e a qualidade de vida do paciente.

É importante destacar que outras características como rugas (pé de galinha) não são tratadas com a cirurgia.

Para fazer um tratamento em conjunto, a aplicação da toxina botulínica é um complemento certeiro que valoriza o efeito da blefaroplastia. 

 

Quem pode fazer cirurgia de pálpebras?

A cirurgia de blefaroplastia pode ser recomendada independentemente da idade. 

Isso porque, como já citamos, fatores genéticos e tendência à flacidez podem se evidenciar nas pálpebras de pacientes muito jovens. 

Por outro lado, pode ser efeito do envelhecimento natural da pele que é perceptível em pacientes mais velhos, acima dos 40 anos.

As mulheres trans em processo de transição de gênero, também podem passar pela blefaroplastia durante o processo de feminização facial.

 

Qual profissional faz a cirurgia de blefaroplastia?

Cada caso, deve ser analisado por um cirurgião plástico ou oftalmologista especialista em procedimentos oculares. 

A cirurgia não causa alteração na visão e a paciente acorda da anestesia enxergando, sem grandes problemas. 

 

Como é a cirurgia de blefaroplastia?

A cirurgia nas pálpebras pode ser feita na parte superior, inferior ou nas duas ao mesmo tempo. Tudo vai depender da necessidade do paciente.

O paciente é sedado e depois é aplicada uma anestesia local. Em casos específicos, pode ser aplicada anestesia geral também. 

Para orientar as incisões, o cirurgião faz uma marcação. Isso ajuda a posicionar as incisões em áreas de dobra, onde ficam imperceptíveis após a cicatrização.

Por meio das incisões, chega-se às camadas de pele e gordura e o excesso é retirado. Se necessário também são feitas intervenções nos músculos da pálpebra.

Além de retirar gordura na parte superior, inferior ou em ambos, depois, o cirurgião acomoda a gordura restante, modelando-a para garantir o aspecto natural do olhar.

Para finalizar, as incisões são fechadas usando material absorvível pelo organismo. Mas podem existir casos em que os pontos são retirados depois pelo médico.

No total, a cirurgia de blefaroplastia dura aproximadamente entre 40 minutos e 1 hora.

 

Cirurgia blefaroplastia: como é a recuperação?

As primeiras 24 horas do pós-cirúrgico de blefaroplastia são as mais incômodas. O inchaço e uma leve ardência podem incomodar. 

Por isso, é essencial fazer compressas geladas diversas vezes ao dia para aliviar as manchas roxas.

Recomenda-se levar um óculos de sol de boa qualidade com proteção UV para utilizar na saída e evitar ao máximo a exposição da pele ao sol, pois pode manchá-la.

Devido a tensão da cirurgia, os olhos podem não fechar totalmente nos primeiros dias. Mas seguindo uma rotina de compressas e drenagem linfática os olhos desincham e fecham.

Outros cuidados para ajudar na recuperação e manter a higiene são:

dormir de barriga para cima, usando um travesseiro mais alto (ajuda no inchaço);

evitar coçar ou levar a mão nos olhos;

  • lavar as mãos antes de fazer as compressas;
  • manter uma alimentação leve pós-cirurgia;
  • evitar abaixar a cabeça;
  • continuar usando óculos de sol;
  • Não aplicar nenhum tipo de maquiagem.

 

Resultados

A retirada dos pontos acontece depois de 15 dias. O médico faz a revisão e dá um feedback sobre os resultados do procedimento.

Depois de um mês, já é possível ver o resultado. Porém, é recomendado aguardar três meses para que as cicatrizes estejam amadurecidas.

Como a pele da região dos olhos é fina, tanto a cicatriz da pálpebra superior quanto a da inferir que fica bem perto dos cílios são praticamente imperceptíveis. 

 

Quanto custa uma cirurgia de blefaroplastia?

O custo de uma cirurgia na pálpebra depende de vários fatores como a complexidade da cirurgia, o trabalho do profissional, região do país, custos adicionais para realização do procedimento.

Então, a melhor forma de analisar custos e estudar a possibilidade de investimento é procurando clínicas e cirurgiões especializados para uma consulta de avaliação.

Assim, você pode conhecer a estrutura, a experiência dos profissionais e até visualizar antes e depois de outros pacientes.

Na hora de avaliar as propostas de orçamento, você pode utilizar o que viu e ouviu de parâmetro para tomar uma decisão segura. 

Este post foi escrito especialmente para o blog corpo e plastica e é uma iniciativa do Instituto Maxilo Facial de apresentar como é feita a cirurgia de blefaroplastia e os benefícios para a saúde e autoestima dos pacientes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *