5 cuidados para preservar a qualidade de equipamentos médicos

O mundo da saúde tem se tornado cada vez mais diversificado, o que vem garantindo novas formas de serviço, pesquisas e atuações.

Não é difícil depararmos com laboratórios de pesquisas, exames, procedimentos médicos, cirurgias e até mesmo centros de saúde, como dentistas.

Esses locais, apesar de distintos, têm algo em comum: os artigos hospitalares.

Há uma série de equipamentos que compõem esses ambientes, desde simples seringas até um complexo exaustor centrifugo industrial e cada qual possui uma responsabilidade distinta no mercado.

Para a conservação desses equipamentos, sejam eles utilizados em laboratórios químicos ou grandes centros odontológicos, é importante entender para que servem e suas fragilidades, garantindo um manuseio adequado e cuidados especiais para preservação.

Cuidados para preservação de equipamentos médicos

Com o objetivo de te ajudar a atender como preservar o material médico hospitalar e materiais de laboratório, separamos 5 dicas que visam sanar as dúvidas mais comuns apresentadas.

1. Comprar ou alugar?

O primeiro passo para garantir um equipamento de qualidade e bom funcionamento, é decidir a sua origem, ou seja, a empresa e a forma de negócio pelos quais ele será adquirido.

É comum, principalmente para novos centros de saúde, a divisão entre a compra ou aluguel de equipamentos hospitalares, isso porque a segunda opção, de primeira, é mais vantajosa no sentido monetário.

Entretanto, é importante ter em mente uma série de fatores antes de decidir. Por exemplo, qual o valor de mercado do equipamento em questão?

E o preço do aluguel? Quais os cuidados para manutenção? Se alugado, a empresa locadora arcará com as vistorias? E se comprado, você será capaz de arcar com essas manutenções?

Um bom exemplo disso é a capela laboratório, que de uma forma geral, serve para proteger o restante do ambiente dos gases e misturas químicas.

O equipamento em si exige um investimento significativo para compra, porém, um valor menor quando alugado por um período.

Mas, é válido o aluguel quando um laboratório quer crescer e se estabilizar no mercado? Então, antes de decidir qual é a melhor maneira de adquirir os equipamentos químicos, pesquise as vantagens e desvantagens de cada um.

2. Manutenção

Qualquer centro médico, seja ele um hospital, laboratório ou clínica odontológica, necessita de constantes manutenções, geralmente realizadas por meio das normas de cada categoria.

O profissional responsável por esse tipo de vistoria, é o Técnico de Equipamentos Biomédicos mas, também pode ser realizados por Técnicos de Segurança do Trabalho.

De modo geral, essas manutenções devem ser realizadas de forma preventiva, analisando não apenas os equipamentos mas, também o ambiente.

Esses cuidados garantem melhores resultados das máquinas e instrumentos, como também, segurança em todos os processos hospitalares.

3. Higienização

Para a correta preservação dos instrumentos de laboratório de química e outros centros de saúde, há outro passo essencial: higienização.

Hospitais sempre deixam a sensação extrema de limpeza, seja por causa das paredes brancas ou por conta do cheiro de álcool presente em todo ambiente.

A questão é, o local deve ser totalmente higienizado, prevenindo proliferação de germes, bactérias e até mesmo contágios nos pacientes.

Os equipamentos e instrumentos, como partes importantes no dia a dia dos centros hospitalares, devem ser frequente e devidamente higienizados. Esse processo garante a atuação qualificada dos instrumentos e evita problemas posteriores.

4. Manuseio

Outro passo importante é ter cuidado para manusear instrumentos médicos, sejam eles itens pequenos ou equipamentos de grande porte.

Então, é importante entender como cada peça funciona, prevenindo danos futuros tanto aos instrumentos, quanto aos operadores e funcionários.

Para isso, é válido contar com treinamentos qualificados, assim que um novo produto é adquirido, processo que permitirá ao colaborador todo o conhecimento necessário para preservar a qualidade do equipamento.

5. Será a hora de trocar?

Por fim, é de suma importância entender a hora certa de trocar um determinado instrumento médico, seja por uma tecnologia mais avançada ou por conta de defeitos que não pode ser consertados.

Nestes casos, é válido também contar com um técnico que esteja por dentro das atualizações do mercado, garantindo um bom negócio a empresa em questão.

Valores dos equipamentos médicos

Os valores dos instrumentos e equipamentos médicos, variam de acordo com uma série de fatores, como por exemplo: empresa, marca, tamanho, tecnologia, potência e utilidade. Mas, de uma forma geral, os preços são acessíveis.

Então, para um negócio vantajoso, é importante procurar por uma empresa de confiança e qualidade no mercado, seja para comprar ou locar os equipamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *